terça-feira, 8 de junho de 2010

O FILÓSOFO PRÉ-SOCRÁTICO “TALES DE MILETO”


Tales - É considerado o primeiro filósofo de que sem tem notícia, inaugurando a linhagem filosófica dos pré-socráticos

Tales de Mileto nasceu em torno de 624 a.C. em Mileto, Ásia Menor (agora Turquia), e morreu em torno de 547 a.C. também em Mileto. É descrito em algumas lendas como homem de negócios, mercador de sal, defensor do celibato ou estadista da visão, mas a verdade é que pouco se sabe sobre sua vida. As obras de Tales não conseguiram sobreviver até nossos dias, mas com base em tradições pode-se reconstruir algumas idéias.
Segundo a tradição clássica da filosofia ocidental, Tales de Mileto é o mais antigo investigador da natureza das coisas na sua totalidade e o primeiro teórico a formular um pensamento mais sistemático fundado em bases racionais. Sendo o fundador dessa nova forma de pensar, ele é considerado o primeiro filósofo de que se tem notícia, inaugurando a linhagem filosófica dos pré-socráticos (filósofos que vieram antes de Sócrates) e o primeiro dos sete sábios, discípulo dos egípcios e caldeus, e recebe o título comumente de "primeiro matemático'' verdadeiro, tentando organizar a Geometria de forma dedutiva.
Tales provavelmente viajou para o Egito e a Babilônia, entrando em contato com astrônomos e matemáticos. Acredita-se que durante sua viagem à Babilônia estudou o resultado que chega até nós como "Teorema de Tales”. A ele também se devem outros quatro teoremas fundamentais.
Depois de aposentado, passou a dedicar-se à matemática, estabelecendo os fundamentos da geometria.

Atribuem-se a Tales diversas descobertas matemáticas. Além de estudar a geometria do círculo e do triângulo isósceles, Tales demonstrou o cálculo da altura de uma pirâmide, baseado no comprimento de sua sombra. Segundo o historiador Heródoto, Tales previu a ocorrência de um eclipse solar no dia 28 de maio de 585 a.C. e é nesta data que se apoiam para indicar aproximadamente o ano em que nasceu,. pois na época deveria contar com quarenta anos, mais ou menos. Calcula-se que tenha morrido com 78 anos de idade. Aristóteles chegou a considerar este o momento do nascimento da filosofia.
Tales de Mileto afirmou pela primeira vez a existência de um princípio único como elemento constitutivo de tudo que existe – arché – que para ele era a água. Entendeu-a como o princípio e origem absoluta de todas as coisas que são. Disse que a terra flutua sobre a água, explicando de modo natural os tremores de terra (sismos, maremotos, etc.), que o mundo está cheio de deuses e que o imã possui uma alma com o poder de mover determinados corpos, sendo a alma o princípio do movimento. Assim como o ser humano vivo (dotado de alma) pode colocar em movimento seus próprios membros e, de um modo geral, as coisas e objetos; o imã possui alma pelo fato de atrair e mover o ferro. Tales inaugurou na filosofia a corrente dos pensadores “físicos”: filósofos que buscavam entender e explicar a origem da physis — palavra grega traduzida como natureza, mas cujo significado engloba também a ideia de origem, movimento e transformação de todas as coisas e através desse fundamento fundou a escola Jônica com muitos discípulos como Anaximandro e Anaxímenes.
A partir de sua teoria, diversos filósofos pré-socráticos buscaram seus próprios caminhos para explicar a physis. Tales, complementado por Anaximandro e Anaxímenes, formaram o trio da chamada Escola de Mileto e ficaram conhecidos como os physiologoi (estudiosos da physis). Era o início da filosofia e do esforço humano em compreender o espetáculo da existência a partir da racionalidade.
"Para Tales a questão primordial não era o que sabemos, mas como sabemos''. (Aristóteles)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário